Azeite de Dendê

Elaeis guineensis (dendezeiro)

INGREDIENTE TÍPICO DAS PREPARAÇÕES baianas e afro-brasileiras em geral, o azeite de dendê é um óleo extraído do fruto do dendezeiro, palmeira bastante comum na Bahia e na África, mas presente também na região Norte do país. Chegou aqui com os portugueses, junto com os primeiros escravos, e encontrou no litoral nordestino clima e solo propícios para seu desenvolvimento, principalmente entre Ilhéus e Salvador, numa área específica hoje chamada de Costa do Dendê. Receitas como moqueca baiana, acarajé, vatapá, caruru e bobó de camarão levam o óleo como ingrediente fundamental em suas preparações. Em História da alimentação no Brasil, Luís da Câmara Cascudo afirma que “seu uso transmitia-se entre os escravos e as negras que serviam na residência dos brancos como um ato de fidelidade” e que “a palmeira do dendê, dem-dem em Angola, foi cultivada ao redor da cidade do Salvador para atender ao consumo local do maior centro demográfico de então”. Na Bahia, até hoje, a palavra “azeite” refere-se ao dendê; o óleo de oliva, mais uma herança portuguesa, ganha o nome de “azeite doce”. O óleo de palma, outro produto do dendezeiro, é usado na fabricação industrial de velas, sabão, sabonete, detergente e até combustível.