Erva-Doce

Foeniculum vulgare 

DE SABOR MARCANTE, porém delicado, as sementes da planta – que algumas vezes pode ser chamada de funcho ou confundida com anis – têm vasto uso culinário: no preparo de chás, para temperar peixes, aves, sopas e molhos, como aromatizantes de embutidos para perfumar quitutes como os clássicos bolo de fubá e broa de milho. Em São Paulo, e na região Sul, o bulbo aparece em saladas. Trazida ao Brasil por imigrantes italianos, a erva-doce é cultivada principalmente no Paraná, Paraíba, Pernambuco, Sergipe e Bahia. Curiosidade: o que chamamos de sementes são, na verdade, os frutos da planta.