Fábio Roldan: o executivo que chegou para profissionalizar o Instituto Brasil a Gosto

Quem analisa a jornada profissional de Fábio Roldan talvez não imaginasse que ele um dia defenderia a culinária brasileira. Nem ele mesmo. Mas um convite da chef Ana Luiza Trajano para comandar o Instituto Brasil a Gosto, cujo objetivo é o fomento e a valorização da cozinha brasileira, colocou panelas, polvilhos e peixes amazonenses em seu caminho.

O paulistano, que desde agosto de 2018 ocupa a função de diretor executivo do Instituto, é formado em Engenharia Mecânica, com especialização em Produção Industrial, ambas pela FEI; tem pós-graduação em Gestão Empresarial e MBA em Marketing, ambos pela FGV. Antes de chegar ao Instituto, Fábio trabalhou em indústrias, como Ford, Volkswagen e Siemens, e também no Pátio Victor Malzoni – prédio no qual está instalado a sede do Google no Brasil, e onde fica também a Casa Bandeirista, projeto que estava sob sua responsabilidade e onde ele conheceu a chef Ana Luiza.

fabio-roldan

“Cheguei ao Instituto para profissionalizar a operação e potencializar as habilidades de todos os envolvidos na maravilhosa missão de divulgar a cultura gastronômica brasileira. Nesses últimos meses, percebi que, neste meio da gastronomia, a gestão estratégica e financeira ainda é algo raro, que faz a diferença em muitos negócios. Meu objetivo, agora é envolver a maior quantidade de pessoas e sensibilizá-las da importância das origens alimentares e das riquezas da nossa gastronomia local”.  Para 2019, os planos de Fábio são ajudar o Instituto a ampliar seu alcance, seja através de cursos, expedições de pesquisa, divulgação de conteúdo ou projetos sociais. E, quem sabe, aprender a cozinhar mais alguns pratos bem brasileiros, como os seus preferidos feijoada e rabada.