Farinha Biju

DE ACORDO COM UMA INSTRUÇÃO normativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, trata-se de um “produto de baixa densidade, obtido das raízes de mandioca sadias, limpas, descascadas, trituradas, raladas, moídas, prensadas, desmembradas, peneiradas e laminadas à temperatura adequada, na forma predominante de flocos irregulares”. O processo resulta em uma farinha com grânulos aparentes – pequenos “bijus”, daí também ser chamada de farinha bijusada – e crocantes.