Uma oportunidade ímpar: conhecer a sabedoria ancestral da gastronomia de Roraima, Estado que faz fronteira com países sul-americanos como a Venezuela, ao norte, e Guiana, a leste, e guarda fortes traços culturais dos povos indígenas. Quando: de 7 a 11 de novembro. Como: na Roraima Expedição Gastronômica, uma viagem guiada pela jornalista e chef Denise Rohnelt, que vive em Boa Vista e é profunda conhecedora do Estado. Quanto: 2.800 reais por pessoa, com hospedagem em apartamento duplo, sem passagem aérea.

 

O programa, em sua primeira edição, tem como ponto alto vivenciar o Festival de Panelas de Barro, na comunidade indígena Raposa I, em Macuxi, ofício esse considerado patrimônio imaterial da Amazônia pelo Iphan. “A origem do barro, o tratamento da cerâmica e as técnicas de cocção nestas panelas são informações passadas de geração para geração e serão compartilhadas neste evento, que ocorre dentro de uma terra indígena e é organizado por mulheres ceramistas. A iniciativa conta com o apoio da Universidade Federal de Roraima, tem um viés técnico-científico cujo grande objetivo é respeitar e incentivar essa tradição”, explica Denise. 

 

No roteiro dos integrantes da Expedição estão também atividades como visita à Feira do Produtor, em Boa Vista, para que o grupo possa ver a imensa variedade de pimentas, farinhas, frutas, óleos e ingredientes regionais. Na sequência, no espaço colaborativo Letras Saborosas da anfitriã, uma aula sobre o preparo de arroz de porco com tucupi negro e creme de cupuaçu. As receitas serão servidas em um almoço degustação. O roteiro inclui, ainda, uma visita à cidade de Lethem, no sul da Guiana, fronteira com o Brasil, para conhecer produtos e a cozinha local – que prima por sabores adocicados. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *