Estudantes criam chiclete com pimenta brasileira para astronautas da NASA

Voltada a ressaltar o paladar dos viajantes no espaço, a invenção do grupo de Goiás participará de um concurso nos Estados Unidos

Rafaela Polo

Você sabia que uma consequência da gravidade é perder a sensibilidade do nariz e, por consequência, a capacidade de sentir sabores? Nesse cenário, a alimentação dos astronautas fica especialmente sem graça. Mas alunos do ensino médio do Sesi Goiás descobriram uma maneira de fazer a turma do espaço voltar a sentir o gosto da comida. Tudo com a ajuda de uma pimenta bem brasileira.

A pimenta de bode, escolhida pelos estudantes, tem a capacidade de desbloquear as células do nariz e da boca, ajudando os astronautas a sentir novamente o sabor dos alimentos. Mas como levá-la para o espaço? A solução alcançada foi em formato de chiclete. 

Amarela ou vermelha e muito picante, com perfume característico, a pimenta de bode combina com carnes de gosto mais forte, embora também seja usada para temperar molhos e feijão. Mas como não é possível levar pratos elaborados para o espaço, os jovens fizeram uma goma de mascar que tem menos de 1 grama do ingrediente. Para um efeito de sabor por duas horas, ela precisa ser mastigada por 10 minutos.

De acordo com a reportagem divulgada no Jornal Nacional, os alunos fizeram essa “ajudinha cósmica” em dois sabores: menta e barbecue. Agora eles levarão o produto para um torneio na universidade da NASA.