NO MODO DE FABRICAÇÃO ARTESANAL, o leite cru de vaca recebe apenas fungo (fermento lácteo natural), coalho e sal. O resultado é um queijo de casca esbranquiçada que vai se tornando amarela conforme a maturação e massa pouco ácida, firme e compacta. Em geral, mede 15 centímetro de diâmetro por 9 centímetros de altura. Onze municípios do Alto de Jequitinhonha formam outra região reconhecida pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) como produtora de queijo minas artesanal: Serro, Alvorada de Minas, Coluna, Conceição do Mato Dentro, Dom Joaquim, Materlândia, Paulistas, Rio Vermelho, Sabinópolis, Santo Antônio de Itambé e Serra Azul de Minas.