[vc_row][vc_column][vc_column_text][/vc_column_text][vc_column_text]QUEM PROCURA pela definição de carimã no dicionário pode ficar confuso: aparece como “farinha fina e seca”, “bolo” ou “espécie de mingau”. Trata-se, na verdade, da massa fermentada da mandioca como esclarece Câmara Cascudo em História da Alimentação no Brasil.: “farinha de mandioca puba, também dita mandioca mole”. No Norte e no Nordeste, a massa também dá origem a uma farinha que, essa sim, entra no preparo de mingaus e bolos clássicos da confeitaria nordestina, como o pé de moleque e o Souza Leão.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][nd_options_spacer nd_options_height=”50″][vc_column_text][Fancy_Facebook_Comments][/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]